Rádio Fonte de Água Viva - Topo

Após investigação do Ministério Público de desvio de verba da Prefeitura, PM prende 25 pessoas em Santa Isabel

Presos foram levados à delegacia de Santa Isabel; investigação do Ministério Público apura desvio na área da saúde (Foto: Reprodução/TV Diário)



A Polícia Militar prendeu nesta quarta-feira (22), em Santa Isabel, 25 pessoas suspeitas de participar de um esquema de desvio de dinheiro da Prefeitura. Elas devem responder por corrupção e desvio de dinheiro e tiveram os bens bloqueados.

Entre os presos estão funcionários que fazem parte da administração municipal da prefeita Fábia Porto, integrantes da equipe do ex-prefeito padre Gabriel Bina e funcionários da Ideal Saúde, empresa terceirizada que administrava a UPA na cidade.

O Diário TV tentou contato com o padre Gabriel Bina e com a empresa, mas eles não atenderam as ligações. A Prefeitura informou apenas que duas funcionárias concursadas foram encaminhadas para a delegacia para prestar esclarecimentos.

A PM apreendeu também celulares, computadores, documentos e alguns valores em dinheiro.

Entre os presos estão o ex-secretário de Saúde Leonardo Aquino Diniz, o ex-secretário de Finanças Heraldo Aparecido de Souza e Michele Moreira Mendonça, que seria diretora financeira da Secretaria de Saúde.

O Ministério Público informou que as prisões são resultado de três anos de investigação de um esquema criminoso, mas a Ação Civil Pública segue em segredo de Justiça.

O MP investiga se houve desvio de verba, corrupção e falsificação de documento na gestão do ex-prefeito padre Gabriel Bina. O padre ficou à frente da Prefeitura por um mandato. O MP aponta que neste tempo o esquema desviou R$ 3,5 milhões dos cofres de Santa Isabel.

O MP também suspeita que houve fraude no processo de licitação para aprovação da empresa terceirizada que administrava a UPA, a Ideal Saúde. Também há indícios de algumas falhas na documentação de prestação de contas da empresa para a Prefeitura.

A promotoria pede que o dinheiro seja devolvido aos cofres públicos atualizado com juros, suspensão dos direitos políticos, pagamento de multa civil de até duas vezes o valor do dano e proibição de ter contrato com a Prefeitura.

Enquanto as prisões movimentavam a cidade, a UPA funcionava normalmente.


Destino dos presos

A Polícia Civil de Santa Isabel informou que não tem espaço para os presos continuarem no local. Como a cidade não tem Instituto Médico Legal (IML) para fazer exame de corpo de delito, eles foram encaminhados para o IML de Guarulhos para fazer o exame.

Depois, eles serão enviados para o 1º DP de Guarulhos que também não tem capacidade para ficar com todos. No entanto, a Polícia Civil de Guarulhos deve decidir para onde os presos serão enviados.



Fonte: G1

Postar um comentário

0 Comentários