» » » Padre Diz Que Diocese de Osasco Ensinar Padres a "Roubar" Paróquia Para Viajar Para o Exterior e Usa Dinheiro Para Pagar Pensão dos Filhos dos Padres. Diocese Nega

Reprodução Facebook


Pe. Fábio Augusto Trigo foi ordenado sacerdote na Diocese de Osasco, região Metropolitana da Grande São Paulo. Recentemente suas postagens nas Redes Sociais tem chocado e dividido opiniões.

O padre diz que em 2011 foi diagnosticado com tumor na jugular direita, e que seu tratamento vinha sendo mantido pela Diocese de Osasco, até a chegada do novo Bispo Dom João Bosco Barbosa de Sousa. Segundo a postagem, o valor gasto com medicamentos chegava a quase R$ 3.000,00, mais a Diocese iria dispor apenas do valor de R$ 1.500,00 por mês. Pe. Fabio Augusto Trigo ainda reclama que em 2015 teve seu 13º Salário suspenso pelo Bispo.

Na mesma postagem, Pe. Fábio diz: "SERÁ QUE O DINHEIRO QUE NÃO ESTÁ INDO PARA MINHA CONTA SERVE PARA PAGAR PENSÃO DOS FILHOS DE PADRES DA DIOCESE?"

Em outras postagens, o padre fez outras denúncias contra a Diocese de Osasco, em 20 de novembro escreveu em sua conta no Facebook: "Queridos amigos. Se voces soubessem a podridão que se encontra por trás de tantas vestes e lindas cerimonias!"
No mesmo dia, em outra postagem, ele diz como os padres usam o dinheiro da Paróquia para fazerem viagens para o exterior: "Até ensinar padre a "fazer pé de meia" para ir para o exterior,roubando paróquia,tem bispo por aí fazendo.Basta vender o carro,esconder o valor dado na venda e comprar um novo financiado.Se em sua paróquia aconteceu algo parecido,sabe bem de quem estou falando.Veja que não mencionei nem diocese,nem paróquia,nem menos ainda nomes...Afinal isso acontece no Alasca!"

Leia uma das postagens na integra:
"Prezados amigos
Estou a apresenta-los uma triste realidade.Há 14 anos,dia 23 de fevereiro de 2002,fuí ordenado diácono e incardinado a Diocese de Osasco.Isto significa que me tornei membro do clero católico,mas ligado particularmente a Diocese de Osasco.
No dia 16 de novembro do mesmo fuí ordenado sacerdote.
Trabalhei em várias paróquias e estive a frente de diferentes trabalhos na mesma Diocese.
Em 2011,foi diagnosticado um tumor em minha jugular direita,acompanhado de trombose.Mesmo assim,deixei as atividades pastorais em 2013,por ordens médicas.
Meu tratamento sempre foi mantido pela Diocese de Osasco:plano de saúde e medicamentos.
Com a chegada do bispo atual,DOM JOÃO BOSCO BARBOSA DE SOUSA, ficou estabelecido que os medicamentos,que já atingiam quase 3000 reais em gastos mensalmente,que eu iria dispor de 1500 reais para a compra dos mesmos remédios.
Como não se bastasse,no ano de 2015,por ordem do mesmo bispo,o 13 sálário,contemplado nas "orientações administrativas da Diocese",foi PROIBIDO QUE ME FOSSE PAGO,CONFORME RESPOSTA DO ECONOMO DIOCESANO.
A pergunta que faço é a seguinte.
O bispo diocesano é na CNBB O RESPONSÁVEL PELA PASTORAL PARA A VIDA E A FAMILIA.
VIDA?FAMÍLIA?DE QUEM?PORQUE SE ESTÁ NEGANDO ATÉ TRATAMENTO MÉDICO E DÉCIMO TERCEIRO PARA PADRE QUE SE ENCONTRA ENFERMO E SEM PARÓQUIA!
SERÁ QUE O DINHEIRO QUE NÃO ESTÁ INDO PARA MINHA CONTA SERVE PARA PAGAR PENSÃO DOS FILHOS DE PADRES DA DIOCESE?
HOJE É 18 DE NOVEMBRO DE 2016.SERÁ QUE TEREI MEU DÉCIMO TERCEIRO SÁLÁRIO?
E NÃO ADIANTA TER REPRESÁLIAS,PORQUE JÁ TEM JORNALISTA INTERESSADO NO CASO...
A ÚNICA COISA QUE DESEJO É TER AQUILO QUE ME É DE DIREITO E QUE A TAL CARIDADE,TÃO EXAUSTIVAMENTE PREGADA POR ESSES...DEIXA PRA LÁ,SEJA MINIMAMENTE EXERCIDA!
A DIOCESE JÁ ESTÁ FARTA DE SEUS DESMANDOS,sr.BISPO!
Exerça seu episcopado,sendo pai do clero e não padrasto!"
Pe. Fábio Augusto Trigo


Os seguidores das Redes Sociais do Pe. Fábio Augusto Trigo se dividiram:

Uma seguidora escreveu: "Eu imagino , já presenciei muitas coisas , que faz Jesus chorar". Já outro seguidor escreveu: "Muito estranho, quando um filho fala mal da própria barriga que o gerou."



O Outro Lado


Em resposta às postagens, a Diocese de Osasco emitiu nota onde diz que oferece ao padre plano de saúde, plano odontológico, além de ajuda extra para os medicamentos que atualmente ultrapassam R$ 4.500,00 mensais.

A Diocese de Osasco alega ainda que solicitou um laudo ao padre, onde seja detalhada sua enfermidade, mas este ainda não o apresentou.

Leia abaixo a Nota emitida pela Diocese de Osasco na Integra:


Nota de esclarecimento da Diocese de Osasco acerca de algumas declarações do Revdo. Pe. Fábio Augusto Trigo

Em razão da divulgação de mensagens do Pe. Fábio Augusto Trigo nas redes sociais acerca da Diocese de Osasco, a respeito de diversos sacerdotes e até do próprio Bispo diocesano, o Conselho de Presbíteros e o Conselho Administrativo de nossa Diocese se vê obrigado a esclarecer o que segue:

1- O Pe. Fábio Trigo se encontra afastado de qualquer ofício pastoral em razão de sua enfermidade. Seu tratamento está a realizar-se de acordo com seu próprio critério, segundo as informações que ele mesmo fornece.

2- A Diocese de Osasco tem se preocupado em oferecer-lhe: 1) plano de saúde, para fazer seus exames e consultas, 2) plano odontológico, 3) INSS, 4) além da côngrua mensal, ajustada de acordo com seu tempo de ordenação, de acordo com as taxas de emolumentos praticadas em nossa Província Eclesiástica, e 5) ainda mais uma ajuda extra para medicamentos. Diferentemente do que o Pe. Fábio A. Trigo afirma, esses encargos pagos pela Diocese ultrapassam, atualmente, o valor de R$ 4.500,00 mensais.

3- As dificuldades com o Pe. Fábio Trigo são antigas e estão devidamente documentadas. Não foram criadas pelo atual bispo diocesano. Sua alegação de abandono não procede, nem por parte do bispo atual, nem do bispo emérito.

4- Ele afirma que possui, há tempos, um câncer na jugular. Foi-lhe pedido um laudo detalhado de sua enfermidade, com a descrição do tratamento exigido, mas este não foi apresentado até hoje.

5- Sabemos que as críticas que faz à Igreja e aos padres o deixam cada vez mais isolado em sua enfermidade. Compreendemos que sejam devidas à sua debilidade e continuamos, por isso, a rezar por ele, esperando que aceite dialogar e tratar-se de modo conveniente, para poder realizar, se possível, um serviço de comunhão junto ao Povo de Deus.

Publicamos a presente nota a despeito de nossa vontade, apenas porque as declarações de Pe. Fábio Trigo tem causado escândalo junto ao nosso generoso povo, que precisa saber dos cuidados que nossa Diocese tem para com este sacerdote.

Pedimos aos nossos leitores que, cientes desses fatos, nos ajudem a restaurar a verdade.

Conselho Diocesano de Presbíteros

Conselho Administrativo da Diocese de Osasco


Sobre Nós

A Associação Fonte de Água Viva trabalha na construção de um mundo melhor. Através dos meios de comunicação levamos o amor a paz até os corações nos quatro cantos do Brasil e do mundo.
«
Next
Postagem mais recente
»
Previous
Postagem mais antiga

1 comentários:

  1. Sempre achei, que se alguém, estudou, conhece, acredita na bíblia, e em consequência, tb em Deus, principalmente os que estão dentro da igreja, evangelizando, não mentisse. Não caluniasse. Quem está dizendo a verdade? quem está mentindo? Padre criticando Bispo. Bispo criticando Padre... Se é indo à igreja, buscamos por paz.....Até dentro da igreja, percebemos guerra. Deus nos ajude, Senhor. Misericórdia, nos socorre.

    ResponderExcluir

Deixe seu comentário, lembrando que este deverá ser aprovado para ser publicado no site.
Não serão aceitos comentários com spam, propagandas, palavrões e etc.

Anti Drogas

Vídeo Previsão do Tempo

Recados

Agenda: Shows e Eventos

Curta Nossa Página