» » » » » Cães e gatos que esperam adoção estampam calendário em Suzano

 

Cães que esperam adoção estampam calendário em Suzano (Foto: Leandro Omine/Two Clicks Fotografia)


Cães e gatos de uma Organização Não-Governamental de Suzano que aguardam por adoação são as estrelas de um calendário de 2017. Ao todo, 12 dos 80 animais abrigados na casa de voluntários da ONG PAS (Projeto Adote Suzano) foram fotografados com o objetivo de dar mais visibilidade aos animais que ficaram sem um lar neste final de ano e reforçar a importância da adoção. 


A crise econômica que afetou os lares das famílias brasileiras em 2016 também impactou diretamente a causa animal. De acordo com o presidente da ONG, Lisandro Frederico, com a crise, cresceu o número de animais abandonados e, com isso, os abrigos do projeto ficaram mais cheios. "Além dos animais abandonados, as adoções caíram. Muita gente também evitou adotar por contenção de despesas. Antes, realizávamos campanhas onde 40 animais eram doados em um único final de semana. Atualmente, no máximo, 10 animais ganham um lar".

Cães e gatos que esperam adoção estampam calendário (Foto: Marie Ishigaki/Two Clicks Fotografia)


Por meio da iniciativa inédita na ONG os animais ajudaram a dar mais visibilidade a causa de adoção de animais domésticos, além de colaborar com a arrecadação de receita para o projeto. Com o apoio de um estúdio de fotografia, o projeto literalmente foi "parar no papel" e os modelos levam jeito.

Além das imagens que ilustram as páginas do calendário, mês a mês, as pessoas encontram mensagens que reforçam o combate ao abandono de animais, dicas de vacinação, castração e a importância das visitas periódicas ao veterinário.

Para o presidente da ONG, algumas características nos animais os tornam menos procurados na hora de adotar. “Animais adultos, os pretos e principalmente os deficientes são os perfis mais rejeitados e chegam a esperar anos até encontrarem um lar. O que muita gente não sabe, é que os animais adultos, por exemplo, exigem menos cuidados especiais e até facilitam o processo de adaptação no novo lar”, explica Lisandro.

Calendário traz ainda mensagens de alerta para futuros donos (Foto: Marie Ishigaki/Two Clicks Fotografia)


A ONG, que não recebe nenhum tipo de recurso público, depende exclusivamente de doações de pessoas físicas e parcerias com a iniciativa privada. Segundo Frederico, 100% dos animais doados são castrados e vacinados. Os procedimentos estão entre as despesas mais altas. 

Segundo ele, estima-se que na região do Alto Tietê existam mais de 30 mil animais vivendo nas ruas e, em algumas cidades, como Suzano, o trabalho para redução dessa população depende exclusivamente de iniciativas do terceiro setor.

Os calendários da ONG têm lucro total revertido ao projeto e podem ser comprados pela internet, no site do Projeto Adote, ou em pontos de venda espalhados pela cidade.


Fonte: Portal G1



Sobre Nós

A Associação Fonte de Água Viva trabalha na construção de um mundo melhor. Através dos meios de comunicação levamos o amor a paz até os corações nos quatro cantos do Brasil e do mundo.
«
Next
Postagem mais recente
»
Previous
Postagem mais antiga

Nenhum comentário:

Deixe Seu Comentário

Deixe seu comentário, lembrando que este deverá ser aprovado para ser publicado no site.
Não serão aceitos comentários com spam, propagandas, palavrões e etc.

Anti Drogas

Vídeo Previsão do Tempo

Recados

Agenda: Shows e Eventos

Curta Nossa Página