» » » Objetos no Museu de Aparecida recontam milagres atribuídos à Santa

Corrente do milagre do escravo Zacarias exposta no Museu (Foto: Thiago Leon/Museu N. S. Aparecida)


Um museu dedicado à Nossa Senhora Aparecida, na torre do Santuário Nacional, guarda provas de dois dos milagres atribuídos à Santa e reconhecidos pelo Vaticano. A corrente do escravo Zacarias e a pedra com a marca da ferradura de um cavalo estão expostos no acervo no primeiro andar do museu.

Segundo a tradição, o escravo Zacarias teria fugido de uma fazenda no Paraná e foi recapturado por um capitão do mato, no Vale do Paraíba. Zacarias seria levado de volta a fazenda com correntes nas mãos e nos pés, mas no caminho, teria passado perto da Capela de Aparecida e pedido para rezar. Quando o escravo se ajoelhou diante da imagem da Santa, as correntes se romperam, em um milagre atribuído à Santa

Outro item ilustre exposto no museu é a pedra com a marca da ferradura de um cavalo, também atribuída a um milagre. Em meados do século 17, um cavaleiro ateu que passava por Aparecida (SP)  teria zombado da fé dos romeiros e tentado entrar na Igreja Velha a cavalo. Ele foi impedido porque a pata do animal ficou presa em uma pedra na escadaria.


Pedra do cavaleiro foi retirada da Igreja Velha
(Foto: Thiago Leon/Museu N. S. Aparecida)
Segundo o curador do museu, César Maia, os itens atribuídos aos milagres chegaram ao local há dez anos. “Antes, esses objetos ficavam na Sala de Promessas do Santuário. Eles foram trazidos ao museu em 2005, após uma reforma que fizemos aqui. São marcos de milagres reconhecidos pelo Vaticano”, conta. Os dois itens estão expostos na mostra permanente “Rainha dos Céus, Mãe dos Homens: Aparecida do Brasil”, que se dedica a contar a história de Nossa Senhora.

Para especialistas, os objetos têm grande importância na devoção à fé cristã. “A corrente do escravo Zacarias e a pedra do cavaleiro são objetos de fé que ganham sentido quando aproximam o homem com o mundo do sagrado. O fiel que contempla esses objetos não os observa somente a partir dos usos, costumes e tradições, mas também sob uma perspectiva que põe em evidência o sagrado", afirma o professor Wellington Oliveira, diretor geral das Faculdades Integradas Teresa D´Ávila (Fatea) de Lorena.


Outros milagres
Além do milagre do escravo Zacarias e do cavaleiro ateu, outros quatro eventos integram os primeiros milagres atribuídos à Nossa Senhora Aparecida e reconhecidos pelo Vaticano. Todos aconteceram por volta do século 17, logo após a imagem da Santa ser encontrada nas águas do rio Paraíba do Sul.

Entre eles, há o milagre das velas que teriam se acendido sozinhas, a cura de uma menina cega, a salvação de uma criança que caiu no rio durante uma pescaria e o milagre do caçador, que após ser encurralado por uma onça, rezou à Santa e foi salvo.

(*) Colaborou Verônica Mendes


Fonte: Portal G1



Sobre Nós

A Associação Fonte de Água Viva trabalha na construção de um mundo melhor. Através dos meios de comunicação levamos o amor a paz até os corações nos quatro cantos do Brasil e do mundo.
«
Next
Postagem mais recente
»
Previous
Postagem mais antiga

Nenhum comentário:

Deixe Seu Comentário

Deixe seu comentário, lembrando que este deverá ser aprovado para ser publicado no site.
Não serão aceitos comentários com spam, propagandas, palavrões e etc.

Anti Drogas

Vídeo Previsão do Tempo

Recados

Agenda: Shows e Eventos

Curta Nossa Página