» » » » Dono de lanchonete, ex-Menudo Roy prepara biografia: 'Não é por dinheiro'

Ex-Menudo Roy Rosselló é dono de uma lanchonete na Zona Sul de Porto Alegre (Foto: Rafaella Fraga/G1)


O sotaque latino se sobressai, apesar do português bem falado. Roy Rosselló, 45 anos, é discreto, mas não consegue evitar o assédio.

“Vim aqui para ver ele de perto, ver se ele é de verdade mesmo. Aqui na minha cidade”, disse uma empolgada fã do Menudo, grupo de porto-riquenhos que foi um fenômeno da juventude dos anos 1980, ao estacionar em frente ao "X Tri Bom", lanchonete localizada em uma movimentada avenida da Zona Sul de Porto Alegre, a cerca de 20 km do Centro da cidade. E era ele.

O ex-Menudo, que rodou o mundo ao lado da boy band nos anos 1980, hoje administra um pequeno negócio. Paralelo a isso, ainda tenta investir na música e trabalha na conclusão de uma biografia, que deve ter parte do conteúdo dedicada à época em que fez parte do quinteto.


Grupo Menudo fez grande sucesso na década de
1980 (Foto: Reprodução/RBS TV)
Embora um pouco tímido, Roy sorri e posa para fotos com as fãs que aparecem. Na ocasião, gentilmente convidou a cliente a voltar um pouco mais tarde para saborear o xis “caribeño”, versão do famoso lanche gaúcho preparada por ele com temperos latinos.

Na tarde desta segunda-feira (22), quase não havia ingredientes no armário, nem bebidas no refrigerador, tamanho o sucesso do recente empreendimento. Teve de ir cedo ao supermercado para abastecer o estoque. Após abrir o local há pouco mais de duas semanas, Roy, que antes vendia cerca de 30 lanches por dia, dobrou a produção.

“As pessoas gostam do meu xis. E isso me deixa feliz”, diz ele ao G1.

O ramo é diferente, mas o tratamento é quase de uma celebridade. Alguns curiosos passam em frente ao estabelecimento pintado de amarelo, para espiar o que há lá dentro. Outros entram e estendem o braço para um aperto de mão, se apresentam. “Alguns nem se importam com o xis, eles querem me ver, trocar uma palavra comigo. Eu assino autógrafo, assino disco. Gosto de lidar com o público”, afirma.

O Menudo foi um fenômeno musical na década de 1980. Os rapazes, bem jovens, atraíam multidões de fãs enlouquecidas. Em Porto Alegre, o grupo fez dois shows em 1985.


Roy fez parte do conjunto entre os anos de 1983 e 1986 - começou quando tinha apenas 13 anos. Desde então, o Menudo passou por diferentes formações.

Hoje, é em frente à chapa do pequeno estabelecimento que ele comanda o negócio, ao lado da esposa Patricia Avila Rosselló, 40 anos, que o auxilia no balcão. Ela, que foi miss Rio Grande do Sul em 1995, é porto-alegrense e fã assumida do Menudo. "Eu adorava, fui no show aqui e tudo", relembra ela sobre a apresentação do quinteto, que tinha ainda Ricky Martin como integrante.

O casal não tem funcionários, portanto ambos dividem as tarefas. A lanchonete é bem pequena. Não há mesas, apenas seis bancos de madeira posicionados embaixo de um balcão fixado à parede, e um sofá.
“Já faz anos que eu mexo com cozinha, eu tive um restaurante mexicano em Campinas. Minha mãe e minha avó me ensinaram a cozinhar. Eu gosto, eu invento pratos, invento temperos, pra ver se dá certo. E está dando certo”, analisa.

Casados há dois anos, Roy e Patricia se mudaram de Las Vegas (EUA) para o Brasil em dezembro do ano passado. A antiga ideia, de abrir um negócio próprio, seria testada na cidade natal dela.

Ex-Menudo é dono de uma lanchonete em
Porto Alegre (Foto: Rafaella Fraga/G1)
"O xis é um lanche muito do gaúcho, as pessoas daqui adoram. E apesar da crise, comida ainda vende, e vende bem”, avalia ela.

O xis é um reforçado sanduíche preparado com um pão de cerca de 100g e 15 cm de diâmetro. Basicamente, é recheado com maionese, milho, ervilha, alface, tomate, ovo frito e queijo. O ingrediente principal pode ser calabresa, lombo, frango, bacon ou coração de frango. Ainda tem opção vegetariana, além do xis “caribeño”, exclusivo da casa.

“Não revelo a receita porque você sabe que as pessoas adoram copiar, né? Mas é melhor que Big Mac”, brinca ele.

A intenção é ampliar o serviço e incluir uma tele-entrega, para atender a demanda. “Se as pessoas gostarem, a gente abre uma franquia. A intenção é expandir”, frisa Roy.


Biografia terá 'verdades' sobre o Menudo

Feliz com o andamento do negócio, Roy reforça, porém, que não abandonou a música. Em 2010, ele gravou a canção "Volver a Empezar", de Julio Iglesias, como parte da trilha sonora da novela Ti-ti-ti da Rede Globo. "Tem um CD e um DVD que está por vir. Eu nunca parei de gravar", comenta.

Roy prefere preservar detalhes da vida pessoal, mas adianta que está escrevendo uma biografia. "Não tenho previsão de lançar porque ainda estou em negociação com a editora", explica.

O conteúdo do livro também não é revelado, mas vai contemplar parte da carreira do grupo, e os bastidores daquela época. Em 2014, quando participava do reality show "A Fazenda", da Record, Roy disse ter sido vítima de abusos, cometidos pelo empresário da banda.

"Eu acho que a verdade tem que ser contada. Passei bons momentos, como passeis ruins também. Momentos agradáveis e outros desagradáveis. Acho que a história tem que ser contada para o mundo saber o que acontecia", indica. "Não é por questão de dinheiro, mas para ajudar outras famílias, ajudar outras mães. Para que não passem pelo que eu passei", acrescenta.



Fonte: Portal G1



Sobre Nós

A Associação Fonte de Água Viva trabalha na construção de um mundo melhor. Através dos meios de comunicação levamos o amor a paz até os corações nos quatro cantos do Brasil e do mundo.
«
Next
Postagem mais recente
»
Previous
Postagem mais antiga

Nenhum comentário:

Deixe Seu Comentário

Deixe seu comentário, lembrando que este deverá ser aprovado para ser publicado no site.
Não serão aceitos comentários com spam, propagandas, palavrões e etc.

Anti Drogas

Vídeo Previsão do Tempo

Recados

Agenda: Shows e Eventos

Curta Nossa Página