Começou a cantar ainda na adolescência, em festivais de música no estado de Goiás. A realidade financeira era muito ruim. Foi então que dona Lázara, mãe de Fátima, vendeu a máquina de costura pra financiar as viagens da filha. Era o primeiro investimento numa carreira de sucesso. Fátima Leão chegou em São Paulo em 1985. A idéia era ser cantora famosa, percorrer o Brasil e vender muitos discos. 

O repertório era de composições próprias, o que chamou a atenção de muitos artistas. Em pouco tempo, as músicas de Fátima ganharam intérpretes famosos. Fátima Leão herdou o perfil musical da mãe e da avó, que aprenderam a cantar em colégio de freiras. 

 
Ainda menina, aprendeu a tocar violão graças a ajuda de amigos, que emprestavam o instrumento. Determinada, Fátima chegou a limpar uma escola de música em troca de aulas de violão. Tempos depois, já dava aulas particulares, o que garantia o sustento de boa parte da família. Fluente no sertanejo, Fátima Leão está presente no repertório de vários intérpretes desse estilo. Em 1992, por exemplo, quatorze músicas de Fátima estavam entre as mais tocadas no Brasil. A jornada de muitos artistas começou pelos versos de Fátima Leão. Zezé Di Camargo, conheceu a compositora no início da carreira. Com o cantor, Fátima assinou vários hits. Canções que fizeram e ainda fazem sucesso, seja nas rádios, nas tevês ou nas telas do cinema. 

 

Iniciou a carreira em 1985 com a música "Objeto de prazer" feita em parceria com Matogrosso e gravada pela dupla Matogrosso e Mathias. Tem composições com diversos parceiros, entre os quais Zezé di Camargo, Elias Muniz, Xororó, Joel Marques, Matogrosso e Felipe. Em 1987, Chitãozinho & Xororó gravaram "Coração", parceria com Paulo Jurazo e Milionário e José Rico "Meu sentimento", parceria com José Rico. Em 1991 recebeu o "Prêmio Di Giorgio" de melhor compositora daquele ano. Cantou a música "Pra desbotar a saudade" no primeiro disco de Zezé di Camargo e Luciano. Um dos grandes sucessos de Leandro e Leonardo foi "Entre um gole e outro" dela e Elias Muniz. É tida como uma das melhores compositoras do gênero sertanejo, chegando a ter em 1992 catorze músicas entre as mais tocadas nas vozes de diferentes duplas, entre as quais Zezé di Camargo e Luciano, Chitãozinho e Xororó, Felipe & Falcão, Chico Rey & Paraná e Leandro e Leonardo. Ainda em 1992, Chitãozinho e Xororó gravaram dela e Zezé di Camargo "Foge de mim" e dela e Joel Marques "Peão de rodeio". No mesmo ano lançou disco em Portugal, contando com a participação de Zezé di Camargo e Luciano interpretando "Me engana que eu gosto". 

Em 1994, suas composições "Poeta e cantor"; "Menina moça", com Dalvan, e "O meu jeito de amar", com Cezar foram gravadas pelo grupo paulista Demônios da Garoa no CD "Demônios da Garoa 50 anos", da Warner Music. Em 1996, Zezé di Camargo e Luciano gravaram dela, Alexandre e Neto a música "E Deus por nós", no LP "Indiferença" e o conjunto The Fevers, "Gostoso sentimento", parceria com Zezé di Camargo. Em 1999 cantou no programa "Família Sertaneja" apresentado por Marcelo Costa na Rede Record. Em 2000 teve a música "Minha floresta", parceria com Neto e Alexandre, gravada por Pena Branca no CD "Semente caipira". No ano seguinte, sua composição "Dormi na praça", com Fátima Leão foi um dos maiores sucessos do ano e responsável pelo êxito nacional da dupla Bruno e Marrone. Em 2001, sua música "Tô Querendo Você", com Elias Muniz foi gravado pela cantora Joana no CD "Estou Bem". Em 2002, teve as músicas "Como preciso de Deus", com Netto e Alexandre e "Ficar comigo", com Valéria Leão gravadas por Elaine Braga no CD "Paixão sertaneja". Em 2004, foi incluída na obra Catálogos ICCA-El Paso de Música Popular Brasileira, no volume Mulheres Compositoreas na Música Popular Brasileira. Em 2005 apresentou-se no programa Terra Sertaneja, na TV Bandeirantes, em edição de homenagem às mulheres. 

Ao longo de sua carreira, Fátima Leão colocou sua assinatura em canções que fizeram e ainda fazem sucesso nas rádios, nas TVs (tema da novela "Marcas da Paixão", da Rede Record, nas vozes de Gian e Giovani), na telas de cinema ("E Deus por nós", interpretada por Zezé di Camargo e Luciano no filme "Central do Brasil). 


Site Oficial: www.fatimaleao.com 

Sobre Nós

A Associação Fonte de Água Viva trabalha na construção de um mundo melhor. Através dos meios de comunicação levamos o amor a paz até os corações nos quatro cantos do Brasil e do mundo.
«
Next
Postagem mais recente
»
Previous
Postagem mais antiga

Nenhum comentário:

Deixe Seu Comentário

Deixe seu comentário, lembrando que este deverá ser aprovado para ser publicado no site.
Não serão aceitos comentários com spam, propagandas, palavrões e etc.

Anti Drogas

Vídeo Previsão do Tempo

Recados

Agenda: Shows e Eventos

Curta Nossa Página