» » » Ano Santo da Misericórdia



O Ano Santo é um ano especial, cheio de graças, e que proporciona conversão, evangelização profunda e a concretização das Palavras de Deus em gestos de perdão, de ajuda e de amor.

Foi inspirado no Ano Jubilar celebrado pelos hebreus, a cada 50 anos, quando se concediam perdões de dívidas, devoluções de campos comprados, auxílio econômico aos miseráveis e a libertação dos escravos, como forma de melhorar a relação com o próximo, com a natureza e com Deus.

O primeiro Ano Santo da história foi celebrado Papa Bonifácio VIII, em 1300, que estabeleceu que essa cerimônia deveria ser proclamada a cada 100 anos. O objetivo inicial era consentir que os fieis recebessem o perdão dos pecados e a indulgência.

O Papa Clemente VI convocou o Ano Santo em 1350, reduzindo para 50 anos o tempo máximo entre cada celebração. A ideia era permitir a possibilidade que cada pessoa pudesse celebrar o Ano Santo ao menos uma vez na vida.

Em 1475, o Ano Jubilar passou a ser celebrado a cada 25 anos, sendo classificado como Ordinário.
Quando o Ano Santo é proclamado em um espaço de tempo menor que 25 anos, para celebrar algum fato especial, como neste ano, o Ano Jubilar é considerado Extraordinário.  "Decidi convocar um Jubileu Extraordinário que tenha o seu centro na Misericórdia de Deus. Será um Ano Santo da Misericórdia  (...) que trará o tema: ‘Sede misericordiosos como o Pai’”, enfatizou o Papa quando oficializou essa celebração, em abril deste ano, por meio da Bula Misericordiae Vultus

Já as Portas Santas são consideradas santas porque são abertas pelo Papa para marcar simbolicamente o início de um Ano Santo.

Geralmente, como acontece em Roma, escolhem-se portas laterais de um templo para serem Portas Santas. Após isso, essas Portas são seladas com cimento e tijolos, permanecendo intactas por anos.
Durante os Anos Santos, essas Portas são abertas pelo Papa com a ajuda de um martelo e com o auxílio de operadores, que retiram a parte mais grossa e difícil.

As Portas Santas podem ser atravessadas durante todo o Ano Santo, mas ao fim deste, elas voltam a ser lacradas.

A abertura simboliza a acolhida aos católicos e também a passagem para a salvação, uma vez que quem passar pela Porta Santa poderá receber indulgência plenária, desde que confesse-se, comungue, reflita sobra a Misericórdia e reze pelo Santo Papa.

“Neste Jubileu, deixemo-nos surpreender por Deus. Ele nunca se cansa de abrir a porta de Seu coração para repetir que nos ama e quer compartilhar conosco a sua vida”, concluiu o pontífice Francisco.


Oração do Ano Santo da Misericórdia
Senhor Jesus Cristo,
Vós que nos ensinastes a ser misericordiosos como o Pai celeste,
e nos dissestes que quem Vos vê, vê a Ele.
Mostrai-nos o Vosso rosto e seremos salvos.
O Vosso olhar amoroso libertou Zaqueu e Mateus da escravidão do dinheiro;
a adúltera e Madalena de colocar a felicidade apenas numa criatura;
fez Pedro chorar depois da traição,
e assegurou o Paraíso ao ladrão arrependido.
Fazei que cada um de nós considere como dirigida a si mesmo as palavras que dissestes à mulher samaritana:
Se tu conhecesses o dom de Deus!
Vós sois o rosto visível do Pai invisível,
do Deus que manifesta sua onipotência sobretudo com o perdão e a misericórdia:
fazei que a Igreja seja no mundo o rosto visível de Vós, seu Senhor, ressuscitado e na glória.
Vós quisestes que os Vossos ministros fossem também eles revestidos de fraqueza
para sentirem justa compaixão por aqueles que estão na ignorância e no erro:
fazei que todos os que se aproximarem de cada um deles se sintam esperados, amados e perdoados por Deus.
Enviai o Vosso Espírito e consagrai-nos a todos com a sua unção
para que o Jubileu da Misericórdia seja um ano de graça do Senhor
e a Vossa Igreja possa, com renovado entusiasmo, levar aos pobres a alegre mensagem
proclamar aos cativos e oprimidos a libertação
e aos cegos restaurar a vista.
Nós Vo-lo pedimos por intercessão de Maria, Mãe de Misericórdia,
a Vós que viveis e reinais com o Pai e o Espírito Santo, pelos séculos dos séculos.
Amém 



Hino Oficial do Ano da Misericórdia
O "Ano Santo extraordinário da Misericórdia" será realizado de 8 de dezembro de 2015 a 26 de novembro de 2016. O Hino Oficial para o Ano Santo tem letra de autoria do Padre Eugênio Costa:
Refrão: Misericordes sicut Pater (Misericordiosos como o Pai)
1. Demos graças ao Pai, porque é bom - "in aeternum misericordia eius"! ("eterna é a sua misericórdia"!)
Criou o mundo com sabedoria - "in aeternum misericordia eius"!
Conduz seu povo na história - "in aeternum misericordia eius"!
Perdoa e acolhe os seus filhos - "in aeternum misericordia eius"!
2. Demos graças ao Filho, Luz das gentes - "in aeternum misericordia eius"!
Amou-nos com um coração de carne - "in aeternum misericordia eius"!
Dele recebemos, a Ele nos doamos - "in aeternum misericordia eius"!
O coração se abra a quem tem fome e sede - "in aeternum misericordia eius"!
3. Peçamos ao Espírito os sete santos dons - "in aeternum misericordia eius"!
Fonte de todo bem, dulcíssimo alívio - "in aeternum misericordia eius"!
Por Ele confortados, ofereçamos conforto - "in aeternum misericordia eius"!
O amor espera e tudo suporta - "in aeternum misericordia eius"!
4. Peçamos a paz ao Deus de toda paz - "in aeternum misericordia eius"!
A terra espera o Evangelho do Reino - "in aeternum misericordia eius"!
Graça e alegria a quem ama e perdoa - "in aeternum misericordia eius"!
Serão novos os céus e a terra - "in aeternum misericordia eius"!



Fonte: Arquidiocese de Brasília

Sobre Nós

A Associação Fonte de Água Viva trabalha na construção de um mundo melhor. Através dos meios de comunicação levamos o amor a paz até os corações nos quatro cantos do Brasil e do mundo.
«
Next
Postagem mais recente
»
Previous
Postagem mais antiga

Nenhum comentário:

Deixe Seu Comentário

Deixe seu comentário, lembrando que este deverá ser aprovado para ser publicado no site.
Não serão aceitos comentários com spam, propagandas, palavrões e etc.

Anti Drogas

Vídeo Previsão do Tempo

Recados

Agenda: Shows e Eventos

Curta Nossa Página