1980
Em algum lugar do país ouve-se falar de Teodoro & Sampaio. Isto mesmo, Teodoro & Sampaio. Mas quem são eles? Ah... Teodoro, o mesmo da antiga dupla Zé Tapera & Teodoro, e desta vez de parceiro novo, depois de ter feito parceria desde 1965 com o barretense José Sonego (o Zé Tapera).

Lá estava ele, prontinho para o sucesso e sempre disposto a trabalhar bastante no intuito de mostrar o seu potencial e talento. Teodoro, Aldair Teodoro da Silva, paranaense de Santo Antônio da Platina, nascido em 18 de junho de 1943, e Sampaio, Gentil Aparecido da Silva, nascido em 1950, paranaense de Serra Morena.

Amor e intimidade se uniram no braço de uma viola em O Mato-grossense e assim surgiu a primeira faixa de um compacto. Afinação e harmonia se aliaram em O Desbravador do Sertão, completando este que seria o primeiro trabalho da dupla.

1981
Gravam o primeiro LP, com o título Nos Braços do Mundo. Trabalho este que, literalmente os colocava nos braços do mundo, disputando o seu espaço com grandes nomes da música sertaneja.

1982
Trabalharam duro e com muita luta lançam o segundo trabalho da dupla, o LP intitulado O Guarda Roupa Maldito.

1984
Agora já não é em algum lugar do país que se fala e se houve Teodoro & Sampaio. São centenas de cidades e dezenas de estados que cantam com a dupla a maravilhosa canção que daria o primeiro de uma série de Discos de Ouro para Teodoro & Sampaio. Vestido de Seda é a faixa que dá nome ao disco e a de grande destaque. Arranjo e melodia sem defeito, interpretação perfeita, romantismo e sensibilidade na letra composta por Alcino Alves e Teodoro. Este trabalho foi produzido por Chico Valente.

1986
No quarto trabalho da dupla, Casaco Verde, chegam ao segundo Disco de Ouro. A faixa título, muito tocada nas rádios, é mais uma composição de Alcino Alves e Teodoro. O produtor do trabalho foi Marinho.

1988

Mais um belo trabalho e mais um Disco de Ouro que chegava. A música que daria nome ao LP, Passe Livre, uma belíssima composição de Tupy e Teodoro, que contou com a participação do inesquecível Barrerito, o Cantor das Andorinhas. Este trabalho foi produzido pelo próprio Teodoro.

1990
Banho de Amor é o título do trabalho lançado, mas que dá um verdadeiro banho é a faixa Paixão Proibida, cuja composição é de Itamaracá e Teodoro e teve a participação de Ricardo Braga e produção de Décio Fonsi.

1992
Novamente explode o romantismo e a sensibilidade de Alcino Alves e a dupla conquista o seu quinto Disco de Ouro. Um trabalho muito bem elaborado, com um repertório escolhido de forma perfeita. Quando a Saudade Aperta, além de compositores de peso, pôde contar também com a participação de Matogrosso na faixa Caro Amigo. O trabalho foi produzido por Alcino Alves e Teodoro.

1993
Espora do Amor é o oitavo disco da carreira de Teodoro & Sampaio. Música de autoria de Itamaracá/Carminha Pantaroto/Teodoro. Neste trabalho, a faixa que caiu na boca do povo foi O Garanhão da Madrugada, cuja autoria é de Alcino Alves e Teodoro. A produção do trabalho também é assinada por eles.

1995
Amando Escondido, faixa que dá nome ao nono trabalho da dupla, é uma guarânia com letra belíssima e melodia sem igual, mas o grande sucesso foi o vanerão O Machão Chorou, de Alcino Alves e Teodoro, e o xóte É Por Isso Que Eu Bebo, de Itamaracá/Carminha Pantaroto/Teodoro. Este trabalho, produzido por Alcino Alves traria o sétimo Disco de Ouro para Teodoro & Sampaio.

1996
Alcino Alves de Freitas, paranaense de São Sebastião da Moreira, nascido em 1952 passa a reeditar sua vitoriosa parceria com Teodoro na composição das letras, agora como parceiro também na dupla. O Gavião, trabalho produzido também por Alcino Alves, acerta em cheio o gosto do público. Cantaram Minha Vizinha, autoria de Ronaldo Adriano/Muniz Teixeira/Teodoro, estoura em todas as rádios do Brasil. O CD contou também com a participação especial de Perla, na faixa Olhos Feiticeiros, de autoria de Alcino Alves e Teodoro.

1997
Cheirinho de Mulher, nono Disco de Ouro da carreira da dupla, traz na faixa título uma bela composição de Baltazar da Silva/Alcino Alves/Teodoro. Outra música que marcou o trabalho foi O Chorão, de Ronaldo Adriano/ Alcino Alves/Teodoro. A produção, mais uma vez, foi de Alcino Alves.

1998
O décimo Disco de Ouro, viria com Viola em Noite de Lua, mais uma composição de autoria da dupla. O trabalho contaria também com a regravação da música Água no Leite, de José Fortuna e Paraíso, que já fora gravada anteriormente por Teodoro & Sampaio. Na faixa Sangue Caipira, Alcino Alves e Teodoro abusam da emoção e recordam um pouco de suas vidas no interior. Desafio se tornaria uma das músicas mais pedidas em shows, em todo o Brasil, com direito à encenação e tudo, como nos velhos tempos. Quem assina a letra, é Alcino Alves e Teodoro.

1999
A Gostosona, cujo título dá nome ao trabalho, é uma composição de João Gonçalves e José Victor. A música que se destaca e tem presença obrigatória em todas as festas e rádios por todo o país, é Se a Casa Cair, de autoria de Jovelino Lopes/Alcino Alves/Teodoro. Para os saudosos de Paixão Proibida, a dupla comporia Não Fale Nessa Mulher, tocando na ferida. Este trabalho, produzido por Alcino Alves traria o décimo primeiro Disco de Ouro para Teodoro & Sampaio.

2000
Mais um trabalho de sucesso de Teodoro & Sampaio, mais um Disco de Ouro, em Bão Tamém, música tema do CD, composta por José Victor e Paulo Volk. Mas a faixa de maior destaque seria uma composição de Teodoro/ Alcino Alves/Jovelino Lopes, a bem-humorada Quem Tem....Tem Medo. Outra música, entre tantas que merecem referência, é Tombo da Paixão, de autoria de Balthazar da Silva e Teodoro.

2001
Vírus da Paixão, em pouco tempo virou epidemia e contagiou todo o público de Teodoro & Sampaio e apreciadores da boa música sertaneja. Além do sucesso da faixa título, composição de Marcus Paulo/Lael F. de Souza/Teodoro, a dupla mostra novamente todo seu talento na engraçadíssima Amigo Descarado, de Praense/Pinhalão/Teodoro. Na faixa Sou da Turma do Chapéu, a letra assinada por Alcino Alves presta uma homenagem a todos os amantes do rodeio. Outra que merece destaque, pelo tema atualíssimo, é Silicone, de autoria de Alcino Alves e Teodoro.

2002
Trabalho lançado no início do ano, O Garrafão, veio para embriagar os fãs das boas modas sertanejas. A música título, composição de Antonio Marques/Carlos Marques/Teodoro, já é uma das mais executadas em todas as rádios do Brasil. A faixa Raimunda, composta por Alcino Alves e Rony Costa, conta a história da mulher que é feia de cara, mas boa de bunda. Em Meu Barraco Caiu (Alcino Alves/Teodoro), a dupla contagia a galera. Na faixa O Pau Quebrou, autoria de Alcino Alves/Jardel/Osni Bilaqui), a dupla descreve uma grande confusão. Retomando o tema da cunhada, José Barreto e Teodoro compuseram A Rabada da Cunhada, destacando os dotes culinários da dita cuja. A novidade do trabalho, também, é que as quatro primeiras faixas são ao vivo.

2002
Marcando a estréia da dupla na gravadora Indie Records, Mulher de Peão - Ao Vivo é o novo trabalho da dupla. A música título é uma composição de Teodoro e Jovelino Lopes. Com muito bom humor, marca registrada da dupla, eles trazem as faixas Aqui pra Ela e O Mala, ambas composições de Teodoro e Jovelino Lopes. Outra situação inusitada acontece em Desafio do Roqueiro (José Victor/Teodoro), em que Teodoro & Sampaio trocam repentes com um metaleiro. No CD há alguns clássicos que foram regravados ao vivo. Entre eles, Cantaram Minha Vizinha (Ronaldo Adriano / Muniz Teixeira / Teodoro), Se a Casa Cair (Jovelino Lopes / Alcino Alves / Teodoro) e Garanhão da Madrugada (Alcino Alves / Teodoro).

2003
Com a primeira viagem aos Estados Unidos da América, onde a dupla realizou diversos shows em casas noturnas freqüentadas por brasileiros e também em hotéis nas cidades de Boston, Norwalk e New York no início do ano, a gravadora Indie Records não poderia deixar passar em branco essa tour lá pelas terras do Tio Sam. Aproveitando a carona a dupla gravou um CD duplo, sendo um com as músicas de sucesso e cinco músicas inéditas ao vivo. Entre as regravações estão: Paixão Proibida, A Gostosona, Quando a Saudade Aperta, e as cinco músicas inéditas Cerca de Espinho (Balthazar da Silva e Teodoro), Peão Azarado (Rui Barbosa e Teodoro), Coração Blindado (Alcino Alves e Cândido), Paixão de Milhão (Itamaracá e Teodoro) e Campeão do Milênio (Osni Bilaqui e Teodoro). E no outro CD, vem à música que é carro chefe deste trabalho, intitulada Mulher Chorona, composta por Wanderley Rodrigo e Teodoro. Além desta, o Cd ainda conta com as músicas que identificam o estilo gozador da dupla, que são elas: É Mentira Dela (Teodoro e Jovelino Lopes); Filho da Tuta (Balthazar da Silva e Teodoro); Só Dou Carona Pra Quem Deu Pra Mim (Teodoro e Jovelino Lopes), entre outras. Este novo trabalho está cheio de surpresas boas e de faixas alegres e dançantes, marca registrada da dupla


Site Oficial: www.teodoroesampaio.com.br


Sobre Nós

A Associação Fonte de Água Viva trabalha na construção de um mundo melhor. Através dos meios de comunicação levamos o amor a paz até os corações nos quatro cantos do Brasil e do mundo.
«
Next
Postagem mais recente
»
Previous
Postagem mais antiga

Nenhum comentário:

Deixe Seu Comentário

Deixe seu comentário, lembrando que este deverá ser aprovado para ser publicado no site.
Não serão aceitos comentários com spam, propagandas, palavrões e etc.

Anti Drogas

Vídeo Previsão do Tempo

Recados

Agenda: Shows e Eventos

Curta Nossa Página