César Augusto (Compositor. Cantor. Produtor.)

Aos seis anos mudou-se para Jardinópolis, no interior de São Paulo, com a família. Lá, começou a compor, participando de festivais estudantis. Aos 18 anos foi para São Paulo, a fim de tentar a carreira como compositor.


Aos 12 anos fez sua primeira composição: "O cravo e a rosa".

Sua primeira composição gravada foi "Fuga", feita aos 19 anos em parceria com Iranfe e gravada pela cantora Noelita, pouco conhecida no Brasil, mas com carreira de destaque no Japão. Em seguida, o cantor Wando gravou "Nos olhos perdidos da noite".

Em 1977, uma de suas composições foi tema de abertura da novela "Cinderela 77", interpretada por Vanusa e Ronnie Von.

Em 1981, obteve o primeiro sucesso, com a composição "Pouco a pouco", em parceria com Martinha e gravada por Gilliard e que já foi gravada em 18 idiomas.

Dando preferência ao tema amoroso, já compôs com diversos parceiros: César Rossini, Piska, Cecílio, Nena, Martinha, Mário Marcos e Mário Maranhão, entre outros.

César Augusto

Teve composições gravadas por diversos artistas, dentre os quais Leandro e Leonardo, que gravaram "Festa de rodeio", parceria com César Rossini e Reinaldo Barriga, "Achei uma louca", parceria com César Rossini, "Dor de amor não tem jeito", parceria com Piska e "Entre um gole e outro", parceria com César Rossini e Mário Marcos.


Chitãozinho e Xororó gravaram "Vem provar de mim", parceria com Martinha, "Caro amigo", parceria com Chitãozinho, "Amigo amante", parceria com Chitãozinho, "Queixas", com Martinha, "Nossas divergências", com Joel Marques, "O Rio", com Mário Marcos, e outras.

Também gravaram composições suas João Mineiro e Marciano, Chrystian e Ralf, Gian e Giovani, Dalvan, Fábio Jr. e Wando, entre outros.

Como produtor, trabalhou com Leandro e Leonardo, Zezé di Camargo e Luciano, Dalvan, Chrystian e Ralf, Joel Marques e Benito di Paula. Seu primeiro disco produzido foi "Pense em mim", de Leandro e Leonardo, que vendeu cerca de 3 milhões de cópias. Em 1993, teve as músicas "Loucura demais", "Menina" e "Pra ficar com você", todas com Piska, gravadas pela dupla Chrystian e Ralf, em CD da Chantecler/Warner Music.

Nesse ano, produziu o terceiro disco da dupla Zezé di Camargo e Luciano, que incluiu ainda três músicas de sua autoria: "Olhos de lua", com Franco, "Tudo de novo", com César Rossini e Mário Marcos, e "Faz mais uma vez comigo".

Em 1998 teve gravada por Daniel a música "A paixão acaba sempre assim", parceria com Luclas Robles e Antônio Luiz. Em 1999, teve as suas músicas "Fim de conversa" (c/Zezé Di Camargo) e "No coração, a paixão, na cabeça, o ciúme", gravadas pela cantora Roberta Miranda, no CD "Caminhos", pelo selo Universal Music.

Foi considerado, segundo levantamento do ECAD, um dos três compositores mais tocados em 2001. No mesmo ano, teve as suas músicas "Atração Fatal" (c/ Roberta Miranda); "Perder você" (c/Antonio Luiz); "Tenho medo" (c/Roberta Miranda); "Tá difícil esquecer" (c/ Antônio Luiz/Sergio Pinheiro); e "Me devolva a vida" (c/Roberta Miranda), gravadas no CD "Histórias de amor", de Roberta Miranda, lançado pela Universal Music. Ainda nesse mesmo ano, teve a sua música "Um bom perdedor" (c/ Piska) e a versão para a música "Mi forma de sentir", "Meu jeito de sentir", de Javier Martin del Campo, gravadas pela dupla Bruno e Marrone, no CD/DVD "Acústico ao Vivo", lançado pela Sony/BMG.

Em 2003, produziu o CD "Brincadeira tem hora", de Leonardo, que teve sua composição "Tua sombra em meu caminho", com Antonio Luiz, apontada como a segunda mais executada, segundo o Ecad. No mesmo ano, teve a sua música "Hoje eu quero te amar" gravada pela dupla João Bosco e Vinicius no CD independente "João Bosco e Vinicius" e, posteriormente, também no DVD "Acústico pelo Brasil" da mesma dupla, lançado em 2007, pela Sony Music.

Em 2009, a sua música "Duas vezes você" (c/ Cézar) foi gravada pela dupla Bruno & Marrone, no CD/DVD "De volta aos bares", lançado pela Sony Music. No mesmo ano, teve a sua música "Dor de amor não tem jeito" (c/ Piska) gravada pelo cantor Leonardo, no CD/DVD "Esse alguém sou eu", lançado pela Universal Music. No ano seguinte, produziu a maior parte das faixas do álbum "Double Face", da dupla Zezé di Camargo e Luciano. O CD, lançado pela Sony Music, foi o vencedor do prêmio Grammy Latino daquele ano, na categoria Música Sertaneja Brasileira.



César Domingos Rossini nasceu no dia 6 de maio de 1950, capital paulista. Aos 15 anos, formou o seu primeiro conjunto musical - Os Bigsons. Em 1971, o grupo mudou de nome e passou a se chamar Shalon. Em 1973, teve a sua primeira música gravada como autor, Lonely Girl.

Em sua carreira solo, gravou os seguintes compactos: Hey, Mr. John / O Sonho Não Acabou - 1981; Sonhar Entre as Nuvens - 1981 e Banho de Cachoeira/ Vida - 1983.

Em 1984 formou o grupo Batom. Além dele, os outros integrantes eram os seguintes: Lalo Moreira, Beto Montenegro e Nelson Neto. Eles lançaram pela gravadora/selo Eldorado o compacto Até o Ano 2000.

Deixou o grupo e prosseguiu como compositor, tendo músicas gravadas por Xuxa, Ronnie Von, Nil Bernardes, Zezé di Camargo & Luciano, Lenadro & Leonardo, entre muitos outros.

A Dupla César e César

Em 1989, formaram a dupla César e César. Chegaram a gravar 3 LPs: Cowboy da Madrugada - 1989, que vendeu cerca de 100 mil cópias. Diz Que Me Ama - 1991, Cerveja - 1994. Infelizmente, César Rossini morreu de pancreatite aguda, no dia 26 de abril de 1995. gravando com sucesso um LP em 1990.






Fonte: www.letras.com.br

 

Sobre Nós

A Associação Fonte de Água Viva trabalha na construção de um mundo melhor. Através dos meios de comunicação levamos o amor a paz até os corações nos quatro cantos do Brasil e do mundo.
«
Next
Postagem mais recente
»
Previous
Postagem mais antiga

Nenhum comentário:

Deixe Seu Comentário

Deixe seu comentário, lembrando que este deverá ser aprovado para ser publicado no site.
Não serão aceitos comentários com spam, propagandas, palavrões e etc.

Anti Drogas

Vídeo Previsão do Tempo

Recados

Agenda: Shows e Eventos

Curta Nossa Página