Rádio Fonte de Água Viva - Topo

Policial que salvou bebê em lixeira reencontra vítima 25 anos depois

Michael Buelna, policial de Santa Ana, na Califórnia, se reuniu com Robin Barton neste domingo (26) (Foto: KABC-TV via AP)


Um jovem de 25 anos que foi abandonado em uma lixeira logo após nascer se reencontrou neste fim de semana com o policial que o salvou há mais de duas décadas nos Estados Unidos.

Michael Buelna, policial de Santa Ana, na Califórnia, se reuniu com Robin Barton neste domingo (26), informou a emissora KABC-TV.

“Eu esperava poder vê-lo novamente algum dia”, disse o policial.

Buelna estava de plantão em novembro de 1989 quando ouviu um barulho vindo de uma lixeira. Ele começou a mexer no lixo e achou o bebê, que ainda estava com o cordão umbilical ligado ao corpo. A criança tinha apenas horas de vida.

O policial quis adotar o menino, mas outra família da região fez o pedido primeiro e criou a criança, que recebeu o nome de Robin Barton.

Imagem de novembro de 1989 mostra Robin Barton após ser resgatado de uma lixeira em Santa Ana, na Califórnia (Foto: KABC-TV via AP)



A mãe dele, Sarina Diaz, foi identificada posteriormente, presa e condenada a três anos de prisão por colocar uma criança em risco e por tentativa de assassinato.

Barton disse que foi abençoado com uma ótima família. No reencontro, o pai adotivo do jovem, Daniel Fernandez, expressou sua gratidão ao policial. “Tive a oportunidade de apertar sua mão e olhar nos seus olhos e dizer ‘obrigada por salvar a vida dele’.”

Segundo a emissora, a notícia sobre o reencontro levou o pai biológico de Robin a reaparecer. Os dois se encontraram no mesmo dia. O homem, Marcos Meza, disse que só soube do abandono do bebê quando foi questionado pela polícia, e afirmou estar procurando o filho há anos.

Ele contou que a mãe biológica de Robin quer revê-lo. O jovem disse que espera que encontrá-la traga algum tipo de conforto. “Não estou bravo com ela, eu a perdoo porque ela era uma jovem mulher em uma posição complicada”, afirmou.


Fonte: Portal G1


Postar um comentário

0 Comentários