» » » » Lixo de banco expõe informações de correntistas no Centro de Piracicaba

Documentos bancários ficam expostos em lixo no
Centro de Piracicaba (Foto: Fernanda Zanetti/G1)
Documentos bancários, extratos de transações e informações pessoais de correntistas ficaram expostos em uma caixa de papelão em frente a uma agência no Centro de Piracicaba (SP) neste sábado (12). O material estava ao lado de sacos de lixo que não foram recolhidos em razão da greve dos funcionários da limpeza urbana. O serviço está suspenso desde a noite de quinta-feira (10). A categoria reivindica aumento salarial. Ruas da área central e dos bairros estão tomadas por montes de embalagens com resíduos domésticos.

O sindicato que representa os funcionários informou neste sábado que somente 30% dos coletores estão trabalhando. A empresa Ambiental Piracicaba, contratada pela Prefeitura para fazer a limpeza urbana, informou na noite desta sexta-feira (11) que entrou com pedido de liminar para que os trabalhadores mantenham os serviços essenciais. Uma audiência de conciliação foi marcada para terça-feira (15) no Tribunal Regional do Trabalho, segundo a empresa.

Documentos bancários ficam expostos em lixo em frente a agência no Centro de Piracicaba (Foto: Fernanda Zanetti/G1)
Mesmo picados, papéis e cartões ainda revelavam as informações dos clientes (Foto: Fernanda Zanetti/G1)


Na caixa com os documentos bancários era possível identificar números de contas e de protocolos de transferências e emissões de cheques, além de cópias da carteira de identidade de clientes e cartões magnéticos cortados, mas com a numeração ainda visível. Todo o material estava na esquina da Rua Moraes Barros com a Praça José Bonifácio, em frente a uma agência do Itaú. O G1 entrou em contato com a assessoria de imprensa do banco neste sábado, por telefone e email, em busca de informações sobre os procedimentos de descarte de papéis na agência, mas não obteve resposta até a publicação deste texto.

Documentos bancários ficam expostos em lixo em frente a agência no Centro de Piracicaba (Foto: Fernanda Zanetti/G1)
Caixa com papéis bancários estava em frente a agência no Centro da cidade (Foto: Fernanda Zanetti/G1)


Reivindicações
Os coletores de lixo reivindicam aumento salarial de 20%, mas a empresa oferece 10%. Em janeiro, os profissionais já haviam feito paralisação e conseguiram antecipar 7% dos 10% de reajuste, inicialmente previsto para março, mês para data-base da categoria. Com os 10%, o salário dos coletores saiu de R$ 862 para R$ 948, de acordo com o sindicato.

Eles têm ainda cesta básica de R$ 435 e recebem 40% de um salário mínimo a título de insalubridade. A jornada de trabalho é de 44 horas semanais. Cerca de 150 pessoas trabalham na coleta de lixo em Piracicaba. A Prefeitura informou nesta sexta-feira (11) que a Procuradoria Geral notificou a concessionária para que os serviços fossem retomados imediatamente.



Fonte: Portal G1

Sobre Nós

A Associação Fonte de Água Viva trabalha na construção de um mundo melhor. Através dos meios de comunicação levamos o amor a paz até os corações nos quatro cantos do Brasil e do mundo.
«
Next
Postagem mais recente
»
Previous
Postagem mais antiga

Nenhum comentário:

Deixe Seu Comentário

Deixe seu comentário, lembrando que este deverá ser aprovado para ser publicado no site.
Não serão aceitos comentários com spam, propagandas, palavrões e etc.

Anti Drogas

Vídeo Previsão do Tempo

Recados

Agenda: Shows e Eventos

Curta Nossa Página