» » Polícia prende suspeito de empurrar mulher de plataforma do metrô em SP


Alessandro Xavier, de 33 anos, é conduzido por policiais (Foto: Mario Ângelo/Sigmapress/Estadão Conteúdo)


















A polícia prendeu nesta sexta-feira (28) o suspeito de jogar uma passageira nos trilhos da Estação Sé do Metrô, no Centro de São Paulo, nesta terça-feira (25). O homem tinha um mandado de prisão contra ele e foi detido em Extrema, em Minas Gerais. A auxiliar administrativa Maria da Conceição Oliveira, de 27 anos, perdeu o braço direito e segue internada em estado estável na Santa Casa.

Alessandro Souza Xavier, de 33 anos, deve ser indiciado por tentativa de homicídio. O homem confessou o crime, alegando que não conhecia a vítima e que teve um acesso de raiva no momento, informou a assessoria da Secretaria da Segurança Pública.

Ele era procurado pela polícia desde terça-feira (25). A Justiça decretou sua prisão temporária depois de ele ter sido flagrado por câmeras de segurança empurrando uma passageira nos trilhos da Estação da Sé. Ele ainda aparece correndo nas imagens, saindo do local.

Policiais receberam uma denúncia anônima que indicou o endereço na Vila Alpina, na Zona Leste de São Paulo, onde mora o agressor. Ao chegar ao imóvel, o irmão disse que o suspeito saiu de casa nesta quarta-feira (26) com R$ 50 dizendo “que havia feito uma bobagem”. Ao olhar as imagens das câmeras de segurança, o irmão confirmou a identidade do suspeito. Foram localizados nove boletins de ocorrência em que o homem aparece como agressor em outras situações. Segundo as investigações, ele sofre de esquizofrenia.

Dor e revolta
A irmã da vítima, a autônoma Ana Lívia de Souza, de 28 anos, falou nesta quinta sobre o caso. "Só Deus sabe o tamanho da minha dor e da minha revolta", afirmou. A família da auxiliar administrativa visitou o hospital na manhã desta quinta-feira (27). Segundo Ana Lívia, a irmã passa bem e está confiante. "Ela disse que foi uma maldade muito grande. Disse que nasceu de novo", conta. Maria não viu a pessoa que a agrediu, mas se lembra de estar ao lado de um homem na plataforma.

Segundo a família, Maria completou 27 anos na terça-feira. Ela e a irmã já haviam comprado um vestido para comemorar a data. "A gente ia comemorar o aniversário mais tarde", afirma Ana Lívia.

Marido de Maria da Conceição, o músico Cleber Luís Ciqueira, de 44 anos, disse que os dois moravam juntos há 5 meses, mas namoravam há 5 anos.

A mãe de Maria da Conceição, Maria das Neves Oliveira, espera uma recuperação rápida da filha. "Ela só fala do braço e que está careca. Sei que vai ser difícil quando ela olhar no espelho e ver como ficou", disse. Para ela, Maria da Conceição ganhou uma nova vida. "Era o dia do aniversário dela e ela ganhou outra vida. É isto o que está me consolando", diz.

As imagens obtidas pela Polícia Civil mostram que um homem colocou o pé na frente e empurrou Maria da Conceição Oliveira, de 27 anos. “Ele saiu rindo”, disse o delegado da Delegacia Especializada de Atendimento ao Turista, Osvaldo Nico Gonçalves, que investiga o caso.

Maria foi jogada poucos instantes antes da passagem de um trem, que seguia sentido Itaquera. Ela perdeu um braço após ser atingida pela composição. O incidente interrompeu a circulação na Linha 3-Vermelha por 15 minutos. Os trens que seguiam no sentido Corinthians-Itaquera voltaram a circular logo depois da mulher ter sido retirada da via. As plataformas ficaram lotadas.


Fonte: Portal G1

Sobre Nós

A Associação Fonte de Água Viva trabalha na construção de um mundo melhor. Através dos meios de comunicação levamos o amor a paz até os corações nos quatro cantos do Brasil e do mundo.
«
Next
Postagem mais recente
»
Previous
Postagem mais antiga

Nenhum comentário:

Deixe Seu Comentário

Deixe seu comentário, lembrando que este deverá ser aprovado para ser publicado no site.
Não serão aceitos comentários com spam, propagandas, palavrões e etc.

Anti Drogas

Vídeo Previsão do Tempo

Recados

Agenda: Shows e Eventos

Curta Nossa Página