» » » Cliente de banco diz ter sido obrigado a tirar gesso ao assinar transferência

Motorista reclama de constrangimento dentro de
banco. (Foto: Paulo Saldo/Arquivo Pessoal)
Depois de tentar várias vezes - sem sucesso - assinar com a mão direita, já que é canhoto, ele pediu à gerência da Caixa que outro método fosse utilizado para validar a operação, o que não ocorreu apesar de, segundo ele, ter insistido muito. O cliente só conseguiu realizar a transferência quando retirou todo o gesso ainda dentro da agência bancária, o que segundo ele, causou constrangimento.

Paulo, que enviou foto do ocorrido ao VC no G1, afirma que pretende mover uma ação contra o banco por danos morais. "As pessoas que estavam no local me olhavam e alguns até riam do que estava acontecendo. Ao sair de lá, fui até uma delegacia fazer um boletim de ocorrência e depois ao pronto socorro recolocar o gesso. Lá eles me disseram que eu não poderia tê-lo tirado em hipótese alguma", contou.

Na semana seguinte, no dia 25 de outubro, o motorista contou que foi até a mesma agência. Dessa vez para transferir uma quantia de outro banco para a Caixa Econômica. Nesse dia, ele diz não ter sido obrigado a tirar o gesso. “Não sei se eles ficaram com medo por eu ter tirado fotos ou feito vídeos em frente a agência ou porque o dinheiro dessa vez iria entrar para o banco deles e não sair”, disse.

A advogada de Paulo, Maria Vinadete, disse que vai entrar com um processo contra o banco no Juizado Especial Federal por danos morais, alegando que seu cliente sofreu constrangimentos perante os acontecimentos na agência. Ela disse ainda que os valores fixados por juízes em casos como este variam de R$ 7 mil a R$ 10 mil.
Paulo Alexandre Saldo, morador de São José dos Campos (SP), reclama da forma como foi tratado em uma agência da Caixa Econômica Federal ao fazer uma transferência bancária. Segundo o motorista de 43 anos, ele foi obrigado a retirar o gesso na mão esquerda para assinar o documento de remessa a outro banco onde tem conta.

Nota da Redação: O G1 entrou em contato com a assessoria de imprensa da Caixa Econômica Federal que informou não ter tomado conhecimento do ocorrido na agência da Avenida Bacabal no Parque Industrial em 18 de outubro, data que o cliente indica ter ocorrido a situação. De acordo com a CEF, em casos de transferências ou retiradas de dinheiro a assinatura é imprescindível por medida de segurança, o que não ocorre em casos de crédito na conta bancária.


Fonte: Portal G1

Sobre Nós

A Associação Fonte de Água Viva trabalha na construção de um mundo melhor. Através dos meios de comunicação levamos o amor a paz até os corações nos quatro cantos do Brasil e do mundo.
«
Next
Postagem mais recente
»
Previous
Postagem mais antiga

Nenhum comentário:

Deixe Seu Comentário

Deixe seu comentário, lembrando que este deverá ser aprovado para ser publicado no site.
Não serão aceitos comentários com spam, propagandas, palavrões e etc.

Anti Drogas

Vídeo Previsão do Tempo

Recados

Agenda: Shows e Eventos

Curta Nossa Página