» » » » Lojas do Dia são reabertas em SP após vender produtos vencidos


Após manter 12 lojas fechadas por mais de dez dias, a rede de supermercados DIA decidiu reabir nesta terça-feira (3) as unidades da região do ABC e da capital paulista. As lojas estavam fechadas temporariamente desde o dia 22 de agosto, quando a Polícia Ambiental encontrou alimentos vencidos no depósito de uma empresa fornecedora da rede em São Bernardo do Campo, no ABC, no dia anterior.
As 12 lojas começaram a ser reabertas, aos poucos, nesta segunda (2).

Na data em que foram encontradas as irregularidades, o DIA informou que todas as lojas fechadas funcionam em sistema de franquia e o franqueado concordou em reabri-las somente quando os problemas fossem resolvidos e os estabelecimentos atendessem aos padrões de qualidade do grupo.


Investigação
A polícia começou a investigar a rede depois de uma denúncia recebida em 16 de agosto, quando produtos vencidos foram encontrados nas prateleiras de uma unidade do DIA.

Em 21 de agosto, os policiais chegaram a uma confeitaria, no bairro Baeta Neves, onde os pães e doces eram fabricados com produtos vencidos. A polícia encontrou funcionários trabalhando. A gerente foi detida.

Esse era o único setor que ainda funcionava em um supermercado desativado há quatro meses em São Bernardo do Campo. Na despensa da confeitaria, os ingredientes estavam no chão e em sacos abertos. Um lote de carne vencida há mais de um ano estava entre os produtos em condições irregulares.

Os policiais vistoriaram o prédio de três andares e encontraram nas câmaras frias produtos dentro do prazo de validade misturados com restos de alimentos estragados, como carnes,  frios e laticínios. Em uma embalagem de carne, a etiqueta indicava como data de validade 21 de janeiro de 2013. A mortadela estava vencida havia um mês. Já a ricota, estava há um mês e meio fora do prazo recomendado para consumo.

Nos corredores do supermercado, a farinha e o achocolatado em pó estavam estocados em sacos plásticos sem qualquer tipo de identificação. A polícia ouviu dos funcionários que sobras de ingredientes das lojas eram misturadas nas embalagens, sem nenhum critério de higiene.

A Vigilância Sanitária também esteve no local e disse que todos os alimentos teriam que ser destruídos. Mesmo os que estavam dentro do prazo de validade também seriam incinerados por causa das más condições de armazenamento. Em vários pontos do prédio, os agentes encontraram veneno para rato perto de produtos estocados.

A rede de supermercados negou, em nota, que a confeitaria tenha vínculo com as unidades do DIA. Na nota, a rede diz ainda que "reafirma seu compromisso de qualidade com seus clientes".


Fonte: Portal G1

Sobre Nós

A Associação Fonte de Água Viva trabalha na construção de um mundo melhor. Através dos meios de comunicação levamos o amor a paz até os corações nos quatro cantos do Brasil e do mundo.
«
Next
Postagem mais recente
»
Previous
Postagem mais antiga

Nenhum comentário:

Deixe Seu Comentário

Deixe seu comentário, lembrando que este deverá ser aprovado para ser publicado no site.
Não serão aceitos comentários com spam, propagandas, palavrões e etc.

Anti Drogas

Vídeo Previsão do Tempo

Recados

Agenda: Shows e Eventos

Curta Nossa Página