» » » » Roteiro do vinil tem 'galeria exclusiva' e sebos com caçadores de LPs em SP

Carlos José voltou a vender discos de vinil em seu sebo nos Jardins. (Foto: Leonardo Neiva/G1)
Carlos José voltou a vender discos de vinil em seu sebo nos Jardins. (Foto: Leonardo Neiva/G1)


Fãs dizem que São Paulo é a capital do vinil e listam endereços para mostrar onde garimpar os bolachões pela cidade. No Centro, o segundo andar da Galeria Boulevard, na Rua 24 de Maio, virou ponto quase exclusivo e referência. A mesma paixão que faz apenas um LP ser vendido por até R$ 400, transforma donos de sebos em caçadores de vinis. Além das lojas especializadas, os sebos passaram a reservar cada vez mais espaços em suas prateleiras para o som armazenado no suporte analógico. (Confira abaixo os endereços do roteiro do vinil)


Caetano Veloso, Tom Jobim, Tim Maia, Beatles, Rolling Stones. Esses são apenas alguns dos artistas mais procurados entre os discos de vinil do sebo paulistano Alternativa, localizado na Avenida Brigadeiro Faria Lima, na região dos Jardins. Entre os 3 mil LPs à venda atualmente, os gêneros mais buscados pelo público são rock, jazz e música brasileira.

José Carlos de Freitas, de 40 anos, conta que já vendia LPs quando abriu o sebo, há 18 anos, mas que os LPs ganham cada vez mais espaço na loja.

Tradicional Sebo do Messias tem 20 mil LPs em seu acervo. (Foto: Leonardo Neiva/G1)
Tradicional Sebo do Messias tem 20 mil LPs em
seu acervo. (Foto: Leonardo Neiva/G1)
“Muita gente vem só pelos discos e nem olha os livros. Tem dois (clientes) que vêm aqui todos os dias atrás de alguma novidade. Um deles fala que onde quer que esteja que tenha vinil, ele entra. Ele gosta do chiado do vinil, não troca pelo CD não”, contou.

De acordo com Freitas, quando tem em mãos um bom acervo de LPs, consegue vender de 250 a 300 discos por mês. Na loja, o preço dos vinis varia entre R$ 5, para os mais populares, e R$ 60, para os mais raros. "O perfil do público é variado, mas cada vez mais jovens têm comprado LPs", disse José.

Não muito longe dali, na Rua Teodoro Sampaio, o proprietário do Sebo Casa do Livro também costuma renovar com regularidade seu acervo. “Compramos há pouco tempo um lote de 500 discos, mas eles sumiram rápido demais das prateleiras”, contou Roberto Luís de Rezende, de 41 anos.

Márcio Custódio organiza a feira de discos desde 2011 (Foto: Leonardo Neiva/G1)
Márcio Custódio organiza a feira de discos desde
2011. (Foto: Leonardo Neiva/G1)
Segundo Roberto, a via, dominada por lojas de instrumentos musicais, é um ótimo ponto para a venda dos LPs. Na região, a maior procura é por discos de jazz, blues e MPB. “Temos muitos músicos morando por aqui”, explicou Roberto. “Quando chega um lote bom, sai disco todo dia.”

Em um dos maiores sebos de São Paulo, o Sebo do Messias, na região central da cidade, os discos de vinil já fazem parte do acervo desde a inauguração da loja, em 1970. A novidade é a busca cada vez maior pela internet.

Em meio ao acervo de cerca de 200 mil livros, o público encontra uma coleção de 20 mil LPs, apenas em parte exposta para venda no próprio sebo. Os outros discos ficam guardados no subsolo da loja, para serem vendidos pela internet.

Messias Antônio Coelho, de 72 anos, dono do tradicional sebo, afirmou que a busca por discos de vinil sempre foi grande no estabelecimento. A loja física vende de 80 a 100 discos por dia. No site do sebo, a média de vendas é parecida. “O povo diz que tenho um dos melhores sites da América Latina. E você sabe como é, a voz do povo é a voz de Deus”, brincou Messias.

De acordo com ele, o público descobriu até mesmo uma nova forma de usar os discos de vinil, que tem impulsionado parte das vendas: a decoração. Muitas pessoas procuram LPs sem capa para colar na parede ou no teto e dar um ar retrô ao ambiente. “Uma vez, inclusive, compraram 508 discos sem capa de uma vez só. Não sei para que eram os oito restantes, mas me parece que eles estavam contadinhos para o espaço que precisavam ocupar”, disse Messias.


Lojas especializadas em vinil
Proprietários de lojas especializadas em discos de vinil têm percebido um crescente aumento na venda de LPs nos últimos anos. De acordo com Celso Luís de Lima Marcílio, de 47 anos, dono da loja Cel-Som Discos na "Galeria do Vinil", as músicas brasileiras têm sido muito buscadas pelos entusiastas do formato.
“Muitos estrangeiros compram LPs de música brasileira pela internet ou aqui na loja mesmo. Quase todo dia vem aqui alguém de fora procurando disco”, contou.

Deficiente visual desde 1997, Celso decidiu entrar para a venda de discos há 13 anos. Segundo ele, existe a impressão de que está ocorrendo a volta da venda dos LPs, mas eles nunca deixaram de ser vendidos. “Quem gosta de discos sempre gostou. O que acontece agora é que muitos jovens também estão se interessando pelo assunto”, disse.

Na galeria, ainda fica a loja Ventania, em funcionamento desde 1985 e que tem cerca de 150 mil discos no acervo. Na coleção, existem raridades como o álbum de MPB Um É Pouco, Dois é Bom, Este Som Três é Demais, do grupo Som Três, vendido por R$ 400, e o LP Frevo de Índio, de Celso Mender, por R$ 150.

“Alguns álbuns piratas são raridades maiores do que os originais. Para os colecionadores, é como se fossem discos exclusivos”, disse Alcides Neto, filho dos proprietários da loja. O preço dos discos ainda pode variar por diversos fatores, como as condições da capa ou o estado de conservação do próprio LP.


Feira de discos
A Feira de Discos ocorre com regularidade em São Paulo e atrai uma média de mil pessoas durante todo um dia de evento. Márcio Custódio, de 33 anos, é proprietário da loja Locomotiva Discos, no Centro, junto com o irmão e começou a organizar a feira em junho de 2011.

“Trabalhei por algum tempo como produtor de eventos em Londres. Acho que a experiência me ajudou a organizar a feira. A fama foi crescendo com o passar dos anos e hoje já temos um público grande e fiel”, contou Márcio.


Ele definiu a cidade de São Paulo como a “capital do vinil no Brasil” e defende uma maior produção de discos no país. Segundo Márcio, a única produtora brasileira de vinil no momento é a Polysom, empresa localizada no Rio de Janeiro, que havia sido fechada e foi reinaugurada em 2010.  Entre seus produtos mais recentes, estão LPs das bandas Los Hermanos e Nação Zumbi.

Em sua loja, a Locomotiva Discos, localizada na Galeria Nova Barão, Márcio afirma vender discos de todos os gêneros e estilos, além de procurar ter sempre LPs mais recentes. No segundo andar, ele vende CDs. Apesar de não alcançarem o mesmo sucesso que os LPs, Márcio está esperançoso: “Acho que o mercado de CD vai ser de nicho no futuro, assim como o do vinil hoje. Mesmo agora, já tem muitos colecionadores de CD por aí.”


Serviço:
SEBO ALTERNATIVA
Local: Avenida Brigadeiro Luís Antônio, 2389 - Jardim Paulista
Telefone: (11) 3262-5228
SEBO CASA DO LIVRO
Local: Rua Teodoro Sampaio, 669 - Jardim Paulista
Telefone: (11) 3081-2827
SEBO DO MESSIAS
Local: Praça João Mendes, 140 - Sé
Telefone: (11) 3104-7111
https://sebodomessias.com.br/
CEL-SOM DISCOS
Local: Rua 24 de Maio, 188, Loja 116/118 - República
Telefone: (11) 3337-5631
http://www.celsomdiscos.com.br
LOCOMOTIVA DISCOS
Local: Rua Barão de Itapetininga,37, Loja 51 - República
Telefone: (11) 3257-5938
http://www.locomotivadiscos.com.br/
VENTANIA DISCOS
Local: Rua 24 de Maio, 188, Loja 113/115/117 - Reública
Telefone: (11) 3331-0332
http://www.ventania.com.br
FEIRA DE DISCOS DE SÃO PAULO
Data: 1º de setembro
Horário: das 11h às 20h
Local: Chácara Santa Cecília, Rua Ferreira de Araújo, 601 - Pinheiros
Entrada gratuita

MERCADO POP
(Feira do Vinil aos sábados)
Rua Teodoro Sampaio, 1041, no subsolo
em frente à Praça Benedito Calixto
(11) 998-073-063

MUSEU DO DISCO
Rua Quintino Bocaiúva, 274 - Sé
(11) 3106-1757


Fonte: Portal G1

Sobre Nós

A Associação Fonte de Água Viva trabalha na construção de um mundo melhor. Através dos meios de comunicação levamos o amor a paz até os corações nos quatro cantos do Brasil e do mundo.
«
Next
Postagem mais recente
»
Previous
Postagem mais antiga

Nenhum comentário:

Deixe Seu Comentário

Deixe seu comentário, lembrando que este deverá ser aprovado para ser publicado no site.
Não serão aceitos comentários com spam, propagandas, palavrões e etc.

Anti Drogas

Vídeo Previsão do Tempo

Recados

Agenda: Shows e Eventos

Curta Nossa Página