» » » » » Gangue fazia cães engolirem cocaína para tráfico

Cão da raça dogue de Bordéus, raça usada pelos  (Foto: AFP)
Cão da raça dogue de Bordéus, usada
pelos traficantes (Foto: AFP)
Uma gangue latino-americana desbaratada na Itália está sendo acusada de usar cachorros para traficar cocaína do México e depois sacrificá-los para retirar a droga de seus estômagos.

Segundo as investigações, um veterinário forçava os cães a engolir pacotes da droga para depois embarcá-los em um voo para Milão.

Grupos de defesa dos direitos dos animais criticaram a ação dos traficantes e acreditam que muitos cães teriam chegado mortos à Itália, já que um pequeno vazamento de cocaína seria suficiente para matá-los.
Acredita-se que os 49 suspeitos, que teriam idades de entre 19 e 37 anos, fariam parte de uma gangue de tráfico de drogas conhecida como 'pandillas'.

O juiz italiano Fabrizio D'Arcangelo acredita que o grupo armado, desbaratado em março, estaria envolvido em vários crimes em Milão e arredores.

Os homens, de nacionalidade equatoriana, peruana e salvadorenha, serão julgados em outubro, na Itália.


Fonte: Portal G1

Sobre Nós

A Associação Fonte de Água Viva trabalha na construção de um mundo melhor. Através dos meios de comunicação levamos o amor a paz até os corações nos quatro cantos do Brasil e do mundo.
«
Next
Postagem mais recente
»
Previous
Postagem mais antiga

Nenhum comentário:

Deixe Seu Comentário

Deixe seu comentário, lembrando que este deverá ser aprovado para ser publicado no site.
Não serão aceitos comentários com spam, propagandas, palavrões e etc.

Anti Drogas

Vídeo Previsão do Tempo

Recados

Agenda: Shows e Eventos

Curta Nossa Página